A escolha do nome

No primeiro encontro dos 09 (nove) rapazes foi discutido o nome que esta nova organização deveria ter. Frank S. Land falou então sobre muitos nomes famosos da história mundial, contudo, nenhum os sensibilizou. Clyde Stream sugeriu, por estarem reunidos num Templo Maçônico, soubessem algo a respeito de figuras históricas ligadas à Maçonaria.

Land começou a falar, dentre outros, sobre JACQUES DeMOLAY. Eles ouviram a história do último Grão-Mestre da Ordem dos Cavaleiros dos Templários que, ao ser queimado vivo em 18 de março de 1314, se tornou um mártir e exemplo de heroísmo, lealdade, coragem, fidelidade e tolerância. Os 09 (nove) rapazes decidiram, unanimamente, dar o nome de DeMOLAY ao grupo que ora nascia.

Entretanto, Frank S. Land os aconselhou a não agir precipitadamente, que pensassem um pouco mais e analisassem também os outros nomes apresentados e, assim, a decisão ficaria para o próximo encontro. Quando os 31 jovens vieram à segunda reunião resolveram, definitivamente, que o nome da organização seria “CONSELHO DeMOLAY”.

Dia 24 de março de 1919, segunda-feira, 19:30h. Data precisa do histórico encontro, o segundo, que pode ser considerado como o verdadeiro início da ORDEM DeMOLAY. Antes de começar, Frank S. Land olhava calmamente para os 31 (trinta e um) rapazes reunidos dentro do Templo do Rito Escocês e via, através deles, o futuro da juventude mundial.

Nesta mesma reunião o primeiro DeMolay prestou seu compromisso ao novo grupo, seus integrantes e à Frank S. Land. Ajoelhado sobre os ambos joelhos e com as duas mãos sobre a Bíblia Sagrada, que pertencia à Land (ele quando ainda jovem participava, na cidade de Saint Louis, da escola dominical), Louis Lower prestou seu juramento. Ao redor estavam os 31 rapazes e à sua frente Frank Land.

Em seguida, os outros oito fundadores repetiram o gesto.

Fonte: www.demolay.org.br

Compartilhe isso: